Linhaça: um super alimento

Share

LinhaçaEstá se falando muito ultimamente sobre o consumo de sementes de linhaça. Principalmente porque estudos demonstraram que ela realmente ajuda a emagrecer. Porém, a semente do linho faz muito mais do que isso, os benefícios para quem consome são inúmeros, e ela é indicada não só para pessoas que querem perder peso, mas também para diabéticos, quem sofre de tensão pré menstrual, e até em casos de câncer! Ela é também um dos 13 ingredientes que compõe a ração humana.

O que ela faz de bom

Assim como a aveia, a linhaça contém fibras, que ajudam a regularizar as funções do intestino. Também ajuda na saciedade, e faz com que as pessoas comam menos e percam peso. Graças a grande quantidade dos ácidos graxos ômegas 3 e 6, a linhaça ajuda a baixar os níveis do colesterol ruim e diminuir o risco de doenças do coração, o ômega 3 ajuda ainda a melhorar a pele, principalmente nos casos de acnes e eczemas.

Graças a uma substância funcional chamada lignana, a linhaça ajuda a melhorar os sintomas da TPM. Além disso, estudos demonstraram que essa substância contribui para o suicídio de células cancerígenas em quem tem câncer de mama, fazendo o tumor regredir e até desaparecer. Muitas indústrias farmacêuticas tentam a anos desenvolver uma droga que faça isso, e uma simples semente consegue fazer isso sozinha, e ainda por cima sem efeitos colaterais.

Para os diabéticos a boa notícia: a linhaça ajuda a regular os níveis de açúcar do sangue, o que ajuda na qualidade de vida de quem possui a doença, controlando a glicemia. Já para quem tem sistema imunológico baixo outra boa notícia: estudos demosntraram que o consumo regular da semente ajuda a fortalecer o sistema imunológico protegendo a pessoa contra gripes e resfriados.

Os nutrientes

São muitos os nutrientes encontrados na semente de linhaça. Entre os minerais encontram-se cálcio, ferro, cobre, zinco, magnésio, potássio, manganês e selênio. Já as vitaminas encontradas são B1, B2, C e E. Também possui fibras, proteínas, ômegas 3 e 6.

Os tipos de linhaça e o consumo

Existem dois tipos de linhaça: a dourada e a marrom. A marrom é também produzida no Brasil e possui um gosto mais amargo do que a dourada, que é importada, mas a diferença nutricional entre as duas é insignificante.

Consumir a farinha de linhaça é mais eficaz do que a semente inteira. Isso porque é na casca dela que se encontram a maioria dos nutrientes. Prefira comprar a semente inteira e triturá-las no liquidificador na hora de consumi-las, assim não perderá suas propriedades com o tempo que ficará guardada já em forma de farinha.

Para quem quiser saber mais sobre esse incrível alimento, eu recomendo a leitura do livro A importância da linhaça na Saúde de Conceição Trucom.

Um abraço e até a próxima!

(Visited 799 times, 1 visits today)
Share

4 Comments

  1. gostei da matéria. Obrigado,

  2. Gostei da matéria, mas tenho uma séria observação.
    É perigosíssima esta afirmação de que a linhaça sozinha faz um tumor desaparecer.
    Isto pode fazer com que pessoas deixem de se tratar com a medicina.
    O índice de mortalidade do câncer de mama é alarmante. Se a linhaça fosse mesmo tão eficaz, todos os médicos indicariam aos seu pacientes que fizessem uso dela em detrimento de tratamentos dolorosos e cheios de efeitos colaterais como quimioterapia e radioterapia.

    • @Maria Helena: Olá!
      Agradeço seu comentário, estudos demonstraram que ela pode fazer isso, isso não quer dizer que em todos os casos, e muito menos que deve substituir o tratamento. O que pode ser feito é complementar a alimentação de quem está com esse mal para ajudar a melhorar mais rápido.
      Eu acredito muito na força dos alimentos, mas claro, não devemos deixar de fazer os tratamentos convencionais, acho que um complementa o outro, nenhum funciona sozinho.
      Um abraço!

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>